O que é a religião?

Posted by CJovem CJovem
Options
Para aqueles que a contestam como prejudicial, a religião é um atestado de menoridade do homem. E, no seu conjunto, as religiões contradizem-se, devido à variedade das suas formas e manifestações no mundo. Para o homem religioso, no entanto, essa multiplicidade, em vez de contradizer a religião, revela o quanto ela está ligada ao essencial do homem. Ela surge a partir da nossa dimensão comum de humanidade, alimentando-se das forças que, das profundezas da nossa alma, nos impelem a construir a nossa própria espiritualidade. Sobre esta experiência dizia Santo Agostinho: «Fizeste-nos para vós Senhor e o nosso coração anda inquieto enquanto não repousar em Vós».

Historicamente, constatamos que as manifestações religiosas surgem com o despertar do homem. O advento da nossa consciência humana foi como um corte do cordão umbilical que nos unia intimamente ao universo. Mas o homem dotado de inteligência (intus-legere = ler por dentro) conseguia ainda reencontrar através dela os elementos de unidade em si próprio e no mundo. A religião (re-ligare) foi o ato de consciencialização que lhe permitiu reunir esses elementos dispersos e, ao mesmo tempo, lhe revelou uma estrutura da realidade que ultrapassava largamente os limites da sua própria individualidade humana. Esta unidade traduziu-se em conceções de uma criação necessariamente marcada pela presença do transcendente e do eterno, e que só assim se completa e ganha autenticidade.

No entanto, para os diferentes povos do mundo que há milhares de anos e em diferentes partes do mundo procuraram alcançar esta íntima consciência da divindade através da religião, esta meta nunca foi produto de uma investigação puramente racional mas antes a atitude de uma consciência que se transforma para acolher a divindade.

Este elemento permite-nos compreender melhor as múltiplas expressões surgidas no domínio da religião. Os seus objetivos sempre foram o de canalizar a totalidade do indivíduo – sensações, sentimentos e ideias – para a comunhão com o divino. Foram traduções de carácter simbólico concebidas pelos homens para esclarecimento dos outros homens, de forma a comunicar-lhes as experiências do transcendente nas diversas ordens da realidade.

Desta multiplicidade surgiram vários conceitos e expressões associados à religião (deísmo, panteísmo, etc.) e convém tê-los presentes para os distinguir e avaliar.

Questões para refletir:

- Se a religião busca o bem da humanidade porque tantas guerras por causa da religião?
- Lembras-te de momentos ou situações em que te sentiste realmente nas «mãos de Deus»?
- Sentes que de facto a tua vida cresce e ganha sentido no aprofundamento da tua relação com Deus?